Caráter dos sais

O caráter do sais indica se esses compostos orgânicos apresentam característica ácida, básica ou neutra por meio da análise dos íons que o formam.

Caráter dos sais
O cloreto de sódio é um sal que apresenta caráter neutro

Determinar o caráter dos sais é uma forma de classificação diferente com relação à classificação normalmente empregada para essas substâncias. No caso do caráter do sal, avaliamos exclusivamente a origem dos íons, ou seja, o ácido (fornece o cátion do sal) e a base (fornece o ânion do sal) que deram origem ao sal. Quanto ao caráter, podemos classificar um sal em:

Essa classificação está relacionada com a força do ácido e da base que deram origem ao sal:

a) Força dos ácidos

  • Se hidrácidos (ácidos que não apresentam oxigênio em sua composição), apenas o HI, HCl e HBr são fortes; o HF é moderado, e o restante é fraco;
  • Se oxiácidos (ácidos que apresentam oxigênio em sua composição), serão fortes apenas aqueles cujo resultado da subtração entre o número de oxigênios e o número de hidrogênios for igual ou superior a 2. O ácido sulfúrico (H2SO4), por exemplo, é forte porque a subtração de 4 por 2 é igual a 2. Já para resultado igual a 1 ou 0, os ácidos serão moderados ou fracos, respectivamente.

b) Força das bases

  • São fortes quando formadas por elementos químicos que não pertencem às famílias IA e IIA, com exceção do elemento magnésio.

→ Sal ácido

Um sal é ácido quando seus íons (cátion e ânion) pertenciam a um ácido forte e a uma base fraca.

Exemplos de sais ácidos
– FeCl3 (cloreto de ferro III)

Trata-se de um sal ácido porque:

  • É um sal que apresenta os íons Fe+3 e Cl-1;
  • Fe+3 pertencia à base Fe(OH)3, e como Fe não pertence às famílias IA e IIA , trata-se de uma base fraca;
  • Cl-1 pertencia ao ácido HCl, que é um hidrácido forte.

– MgSO4 (sulfato de magnésio)

Trata-se de um sal ácido porque:

  • É um sal que apresenta os íons Mg+2 e SO4-2;
  • Mg+2 pertencia à base Mg(OH)2, e como o Mg pertence à família IIA, trata-se de uma base fraca;
  • SO4-2 pertencia ao ácido H2SO4, que é um oxiácido forte (4-2 = 2).

→ Sal básico

Um sal é considerado básico quando seus íons são originados a partir de um ácido fraco e uma base forte.

Exemplos de sais básicos
– KClO (hipoclorito de potássio)

Trata-se de um sal básico porque:

  • É um sal que apresenta os íons K+ e ClO;
  • K+ pertencia à base KOH (hidróxido de potássio), e como o K pertence à família IA, trata-se de uma base forte;
  • ClO pertencia ao ácido HClO (ácido hipocloroso), que é um oxiácido fraco (1-1 = 0).

– BaCO3 (carbonato de bário)

Trata-se de um sal básico porque:

  • É um sal que apresenta os íons Ba+2 e CO3-2;
  • Ba+2 pertencia à base Ba(OH)2 (hidróxido de bário), e como o Ba pertence à família IIA, trata-se de uma base forte;
  • CO3-2 pertencia ao ácido H2CO3 (ácido carbônico), que é um oxiácido fraco (exceção à regra).

→ Sal neutro

Um sal é considerado neutro quando seus íons são originados de ácido e base fracos ou fortes.

Exemplos de sais neutros
– K2SO4 (sulfato de potássio)

Trata-se de um sal neutro porque:

  • É um sal que apresenta os íons K+ e SO4-2;
  • K+ pertencia à base KOH, e como o K pertence à família IA, trata-se uma base forte;
  • SO4-2 pertencia ao ácido H2SO4, que é um oxiácido forte (4-2 = 2).

– Mg(ClO)2

Trata-se de um sal neutro porque:

  • É um sal que apresenta os íons Mg+2 e ClO;
  • Mg+2 pertencia à base Mg(OH)2, e como o Mg pertence à família IIA, trata-se de uma base fraca;
  • ClO pertencia ao ácido HClO, que é um oxiácido fraco (1-1 = 0).
Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s